AHP e ENA lançam plataforma para a eficiência energética no setor hoteleiro

AHP e ENA lançam plataforma para a eficiência energética no setor hoteleiro

Categoria Advisor, Associativismo

Por um Turismo Sustentável” é a nova plataforma para a eficiência energética do setor hoteleiro, uma iniciativa da AHP – Associação da Hotelaria de Portugal e da ENA – Agência de Energia e Ambiente da Arrábida, financiada pela ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos), ontem apresentada, da qual os hotéis podem a partir de agora beneficiar.

O projeto-piloto nasceu em 2017 e foram selecionados 20 hotéis para o período de implementação da plataforma – um ano –, que totalizaram 1.700 quartos e 1.051.982 hóspedes, criada com o objetivo de reduzir os consumos de energia elétrica em unidades hoteleiras de três ou mais estrelas no país. Porquê a energia elétrica? Segundo dados do Turismo de Portugal, a eletricidade é a principal fonte de energia utilizada em 99% dos empreendimentos turísticos.

Cristina Siza Vieira

Cristina Siza Vieira, CEO da AHP, comenta que a intenção era “perceber onde estavam quer equipamentos quer comportamentos que pudessem ser alterados e melhorados por forma a melhorarmos a performance destes hotéis”.

A ideia é que os hotéis interessados se registem na plataforma (online e mobile), sem qualquer custo, e que insiram alguns dados que permanecem confidenciais: nº de hóspedes e quartos, receitas, alguns dados de faturação, períodos de consumo, consumo médio de energia por hóspede e quarto, custos de energia, etc.

Posteriormente, a ENA parametriza a unidade hoteleira, aciona um plano de ação com medidas concretas, monitoriza os consumos e apresenta os resultados, ou seja, reduções de consumo de energia elétrica e poupança de recursos. Ao longo do período de implementação realizaram-se duas ações de formação, em Lisboa e Setúbal, e fez-se um Benchmarketing que permitiu comparar a performance energética de um hotel com outras unidades e resultou num “Guia de Boas Práticas” disponível no site do projeto.

A ENA irá aproveitar a entrega dos Selos HOSPES, da AHP, para premiar o hotel (inscrito até março) que apresenta uma  melhoria mais significativa da sua performance energética. O prémio será um sistema de monitorização de consumo de energia e água por quarto.

Resultados 

A ENA confirma que o setor hoteleiro utiliza, maioritariamente, energia elétrica (64%) no seu funcionamento diário. No primeiro ano do projeto, os 20 hotéis totalizaram um consumo de energia de 31,8 GWh – com o consumo de eletricidade de 20,2 GWh -, num custo de 2.763.417,56€. Já o custo médio diário com energia por unidade hoteleira é de cerca de 380€.

A Associação exemplifica que, com um investimento na ordem dos 986.819,00€, um hotel pode ter alcançar uma redução do consumo de energia elétrica de 4 GWh (12% do total de energia consumida) o que permitira uma redução anual dos encargos com a energia de 412.988,15€.

Rita Inácio