Apenas 12% dos portugueses que trabalham em turismo têm o ensino superior

Apenas 12% dos portugueses que trabalham em turismo têm o ensino superior

Categoria Advisor, Formação

Um estudo divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística, apresentado na Estratégia de Turismo 2027, revela que apenas 12% dos portugueses a trabalhar no setor do turismo em Portugal frequentaram o ensino superior. Os principais setores de atividade abrangidos são o alojamento, a restauração e similares e as agências de viagens.

“Portugal foi eleito este ano o melhor destino europeu. Com um crescimento e evolução do turismo tão acentuado, é cada vez mais crucial ter profissionais e executivos com formação superior capazes de enfrentar os desafios e a grande competitividade destes mercados”, afirma Hélia Gonçalves Pereira, diretora da pós-graduação em Top Management in Hospitality and Tourism do INDEG-ISCTE, citada em comunicado.

Destinado a profissionais, executivos e dirigentes que pretendam aprofundar ou complementar os seus conhecimentos e competências no setor da hotelaria e do turismo, a pós-graduação do INDEG-ISCTE é apoiada por um conselho consultivo composto por profissionais de renome na área, entre eles: Bernardo Trindade, administrador do Porto Bay e ex-secretário de Estado do Turismo, Gonçalo Rebelo de Almeida, administrador do grupo Vila Galé, Mário Ferreira, CEO do Nau Hotels, entre outros. “Uma formação superior proporciona o desenvolvimento de uma visão estratégica e transversal da gestão no setor da hotelaria e turismo.”, sublinha o diretor Executivo da pós-graduação, Francisco Moser, profissional com larga experiência no setor.

A pós-graduação em Top Management in Hospitality and Tourism inicia-se em janeiro de 2018 e as inscrições já se encontram abertas no site do INDEG-ISCTE.