As escolhas de… Fernando Alvim

As escolhas de… Fernando Alvim

Fernando Alvim nasceu em 1974 e, desde então, tem tentado salvar o mundo. Algumas das invenções mais proeminentes da sociedade devem-se a ele embora falsas informações apontem outros…

É comunicador e, por isso, comunica em quase todo o lado. Na Antena 3, no canal Q, na RTP1 e é ainda colaborador da revista Playboy. Pelo meio é criador e produtor de uma série de eventos como “Monstros do Ano”, “Prémios Novos”, “Festival Alternativo da Canção”, “Torneio de Golfe para Nabos”, entre tantas outras ideias. E aqui ficam as suas escolhas para a Ambitur…

Melhor Hotel em Portugal… “Vila Galé Collection Palácio dos Arcos. Porque fiquei lá enquanto a minha casa era parcialmente destruída para obras de renovação. E porque gosto de tomar o pequeno-almoço a olhar para o Camões. E para o Pessoa. E para o Eça.”

Melhor Hotel no Estrangeiro… “Vila Galé Rio de Janeiro. Juro que não estou a responder sob coação, embora esteja aqui um senhor encostado a mim, a dizer algo que não estou perceber muito bem. Dizia: é este porque coincide com umas férias incríveis que tive no rio de Janeiro. E porque me apeteceu ficar lá a viver para sempre. No hotel. E também no Rio.”

Melhor Restaurante em Portugal… “Magano em Campo de Ourique. Sempre que acontece algo bom, tipo baixar o IVA da restauração, o meu clube ganhar de novo o campeonato ou a Charlize Theron a ligar-me, é lá que eu vou. Aconselho vivamente a perdiz de escabeche.”

Melhor Restaurante no Estrangeiro… “Noma. É incrível como os nórdicos têm tão poucas condições e tão mau tempo, e fazem um restaurante destes.”

Um vinho que aconselhe… “Quinta do Pinto, branco, reserva.”
Livro a não perder… “«A causa das coisas», Miguel Esteves Cardoso. É um livro essencial para compreendermos Portugal. Se é que isto é possível.”

Um filme memorável… “O último do Almodôvar, «Julieta». Chorei e tudo.”

Uma música que o tenha marcado… “«Grace» de Jeff Buckley. É só para mostrar às pessoas que estão a ler isto que sou sensível. Isto impressiona muito o sexo feminino.”

Artista/compositor preferido… “Jeff Buckley. Foi uma pena morrer tão novo no Mississippi.”

A praia da sua eleição… “Comporta (tirando a parte do final da tarde devido a insetos)”.

A melhor cidade do mundo… “Lisboa, pela luz. A natural. E a do estádio do meu clube fundado em 1904.”

A última viagem que fez… “Rio de Janeiro. E voltarei. Sei que os cariocas querem. E eu também. Saudades de acordar a comer manga e tapioca. É impressionante como o pequeno-almoço ganha outra dimensão nos hotéis. Parece que temos sempre muita fome. É como nos aviões, vem a comida e parece que estamos a comer no Noma.”

A próxima viagem que fará… “Ao Barreiro. Vou lá dar um abraço a um amigo.”

O que nunca se esquece de levar consigo quando viaja… “A inteligência, que se revela sempre útil em qualquer momento”.

Este artigo foi publicado na Edição 299 da Ambitur.