Empresas portuguesas optimistas na ABAV

Categoria Business, Empresas, Home

Portugal está na ABAV, que decorre até Domingo, em São Paulo, representado por 19 empresas do sector do turismo. Em entrevista ao Ambitur.pt, alguns dos responsáveis destas empresas mostraram-se optimistas e confiantes com os frutos que os contactos aqui estabelecidos poderão dar.&José Manuel Ferraz, director da Agência Abreu, que se encontra presente na ABAV com um stand próprio, afirma que este é um mercado muito importante. “O Brasil sempre teve, uns anos mais, outros menos,&um peso importante para a Abreu, e continua a ter, particularmente nos últimos anos com o crescimento do próprio mercado aqui no Brasil, a melhoria da situação económica, esse peso aumentou”.Segundo o responsável, a feira, que decorre em São Paulo, “está a correr dentro daquilo que eram as perspectivas”. “É uma feira muito importante porque mantemos um contacto muito próximo com quem nos interessa manter. Posso dizer que até agora temos concretizado excelentes reuniões”, afirmou.& Para Eugénio Andrade, general manager da André Tours, que marca presença na feira pelo segundo ano consecutivo as “expectativas são altas”, apesar deste mercado não ter ainda “a importância para a empresa que nós gostaríamos”. O responsável da empresa, que tem vindo a crescer nos últimos dois anos (destacando-se 2012, onde o crescimento rondou os 42%), acredita que não faltam em Portugal atracções que cativem os brasileiros. “Portugal tem uma série de atractivos que podem cativar o mercado brasileiro. A nossa aposta é a cultura, a arte, a gastronomia e os vinhos. Tirando isso os brasileiros gostam muito de fazer compras e Portugal tem de facto condições para proporcionar essa oferta, até a nível de preços, e depois claro, a ligação histórica entre o Brasil e Portugal”.& A marcar presença há quatro anos nesta feira, a Quasar Travel está também optimista no que ao mercado brasileiro diz respeito. É um mercado que “vai dando os seus frutos”, apesar de ainda estar longe de ser um dos principais mercados da empresa, cujo 60% do negócio se deve ao mercado italiano, afirma Dafne Lemos, manager da Quasar Travel.“Desinvestimento” do Turismo de Portugal em feiras europeias& Na mesma ocasião, os responsáveis não deixaram de lembrar o “desinvestimento” do Turismo de Portugal em várias feiras de turismo. “ Lamento que o Turismo de Portugal tenha desinvestido em França, onde a participação de Portugal a nível institucional é nula, excepto alguns workshops que se vão fazendo, mas que a meu ver não é a mesma coisa”, afirmou Eugénio Andrade, acrescentando que “ há uma imagem que deve ser mantida e preservada com uma presença nas feiras que não pode deixar de acontecer. Ao deixar-mos de marcar presença abre-se lugares a outros mercados concorrentes ao nosso e isso é muito mau”. Em 2015, a empresa marcará presença na feira de turismo do Dubai.& Por outro lado, a Quasar Travel, que tem uma presença muito significativa no mercado italiano, é “a única empresa portuguesa que está presente na feira de turismo que está actualmente a decorrer em Itália”.Por Raquel Pedrosa Loureiro, em São Paulo, a convite da TAP