Festival MED: 16ª edição traz novidades à zona histórica de Loulé

Festival MED: 16ª edição traz novidades à zona histórica de Loulé

Em quatro dias (27, 28, 29 e 30 de junho, este último o “Open Day”), a zona histórica de Loulé irá receber 10 palcos, com mais de 80 horas de música, por onde irão passar 280 músicos de 22 países, com duas estreias em termos das nacionalidades representadas: Trindade e Tobago e Haiti.

Este ano, os amantes da World Music vão poder contar com um novo palco (Chafariz) e algumas alterações num dos palcos principais, o Palco Castelo, agora numa tónica mais intimista e exclusivamente com música portuguesa.
Sendo o Festival MED uma fusão de manifestações culturais, outras áreas para além da música têm aqui a sua representação como é o caso das artes plásticas, poesia, animação de rua, astronomia ou artesanato. Mas este ano o foco também estará voltado para a sétima arte. Antes de cada concerto será apresentada uma “curta”. No domingo, está prevista no Castelo, ao ar livre, a antestreia de “um filme muito especial que tem tudo a ver com músicas do mundo”: “Gabriel e a Montanha”, de Filipe Bragança.

Também o TalkFest, conferência que nasce da parceria da autarquia com a APORFEST, irá debruçar-se sobre a forma como música e cinema se complementam. E será introduzida uma nova valência cultural nesta edição: o Teatro, com uma peça diária da Casa da Cultura de Loulé, responsável pela programação do Palco da Bica.
Os bilhetes já estão em pré-venda na BOL, parceiro do Festival MED, através do link https://bit.ly/2W2cLvy.

Todas as informações sobre o Festival MED disponíveis em https://www.facebook.com/festivalmedloule/

Publicado na edição 321 da Ambitur