Festival Novas Invasões arranca esta quinta-feira em Torres Vedras com várias propostas turísticas

Festival Novas Invasões arranca esta quinta-feira em Torres Vedras com várias propostas turísticas

Categoria Destinos, Explore

A cidade Torres Vedras recebe mais uma edição do Festival Novas Invasões que começa esta quinta-feira, 29 de agosto e termina no dia 1 de setembro. Mais do que uma “viagem no tempo”, a organização do evento garante que Festival Novas Invasões vai “transportar os visitantes até ao passado das Invasões Francesas, numa edição que conta com a Alemanha como país convidado e muitas propostas turísticas que irão levar à descoberta do património das Linhas de Torres Vedras”.

Ao longo dos quatro dias do Festival, o Castelo e o Forte de São Vicente serão lugar de recriações históricas. No Castelo, o destaque vai para os Jantares com Recriadores, que irão proporcionar ceias oitocentistas, nas quais a restauração local promete recriar ementas de outrora. As ceias são animadas com música, dança e muito boa disposição.  Já o Forte de São Vicente irá contar com almoços no acampamento, que também prometem uma autêntica “viagem no tempo”, a par de jogos tradicionais, demonstrações do funcionamento do telégrafo de Ciera e de armamento, escaramuças, danças oitocentistas e manobras militares.

No centro da cidade irá encontrar-se o Mercado Oitocentista, uma recriação histórica que será expressão da atividade humana do tempo das Invasões Francesas, surpreendentemente rico em vivências e costumes. O Mercado irá recriar o quotidiano daquele tempo, onde não vão faltar tabernas típicas da época, mas também artesãos a trabalhar in situ, muitos espaços de partilha e animação diária.

No que toca à descoberta do concelho, há muito por onde escolher. “Wellington Flavours” é a experiência que dá a conhecer a localidade de Turcifal, Vila de Encantos, e a Serra do Socorro, onde poderá visitar a Ermida de Nossa Senhora do Socorro e desfrutar de uma vista panorâmica sobre vinhas, montes e moinhos. No regresso à Cidade, a experiência, proporcionada pela empresa C’MON TOURS, oferece-lhe um menu oitocentista alusivo à época.  A cargo da mesma empresa está “Amazing Overview”, que leva a conhecer um antigo troço de estrada militar, enquanto se admira a vista sobre a Cidade, as vinhas, os moinhos, a Serra do Socorro e algumas das localidades que foram cenário de importantes combates entre os exércitos oponentes. Ainda “pelas mãos” da C’MON TOURS irá decorrer a experiência “Wellington Experience”, com uma visita pelo Forte de São Vicente, pela Quinta de São Domingos e pelo Forte de Alqueidão.

O programa do Festival Novas Invasões inclui, ainda, várias experiências para quem gosta de andar a cavalo. Em plena Paisagem Protegida Local das Serras do Socorro e Archeira, nos estábulos da Herdade da Estrela, na localidade de Furadouro, encontra-se o ponto de partida. Segue-se a Serra da Archeira, com passagem pelo Forte da Feiteira, enquanto se observa a paisagem e se avistam outras fortificações.

A Herdade da Estrela é ainda responsável por dinamizar uma experiência a cavalo em picadeiro ao ar livre, com supervisão de treinador de equitação e auxiliar. “Mude o destino onde mudamos o de Napoleão e venha fazer uma experiência a cavalo” é o desafio que pode ser abraçado durante o Novas Invasões, todos os dias às 16h00.

Para quem prefere um passeio numa viatura UMM 4×4 descapotável, o melhor é optar pela proposta da WEST SHUTTLE. “Linhas de Torres – Do Atlântico ao Forte de São Vicente” irá percorrer os trilhos por onde andaram as tropas de Wellington e de Napoleão, ligando Santa Cruz ao Forte de São Vicente e com uma paragem de 45 minutos para visitar o Festival Novas Invasões.

O conceito do evento, organizado pela Câmara Municipal de Torres Vedras em parceria com várias associações culturais do Concelho, tem sido desenvolvido desde 2010, aquando das comemorações do Bicentenário das Linhas de Torres de Vedras, uma estrutura defensiva constituída por 177 fortes e redutos que impediu as tropas francesas de Napoleão Bonaparte de invadirem Lisboa em 1811.