Lisboa: Assembleia Municipal recomenda à câmara limitações de atracagem aos navios de cruzeiro

Lisboa: Assembleia Municipal recomenda à câmara limitações de atracagem aos navios de cruzeiro

Categoria Business, Transportes

A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou hoje uma recomendação do PCP para que a câmara, em cooperação com a administração do Porto de Lisboa, proceda ao fornecimento de energia elétrica e a limitações de atracagem aos navios de cruzeiro.

“Lisboa era, no período pré-pandemia, a cidade europeia que mais navios de cruzeiro recebia, e a terceira em que mais tempo estavam estacionados, tornando-a numa das cidades europeias mais poluídas por estes navios”, referiu o grupo municipal do PCP, indicando que o elevado número de embarcações a atracar na capital portuguesa significa uma elevada quantidade de emissões poluentes, inclusive “estes navios são responsáveis por cerca de 3,5 vezes mais emissões de dióxido de enxofre (SO2) que todo o parque automóvel da cidade numa ano inteiro e por um quinto do total das emissões de óxidos de azoto (NOx), segundo avança a Lusa.

A recomendação para “criar condições para o fornecimento de abastecimento em energia elétrica aos navios atracados no Terminal de Cruzeiros de Lisboa” foi aprovada por maioria na assembleia municipal, com o voto contra de PPM, a abstenção de MPT e os votos a favor de BE, Livre, PEV, PCP, deputados independentes (eleitos pela coligação PS/Livre), PS, PSD, PAN, IL, Aliança, CDS, Chega.

Na mesma proposta, a ideia de “iniciar os procedimentos necessários à restrição de atracagem de navios de cruzeiro com base no combustível utilizado e quantidade de emissões poluentes produzidas” foi aprovada com os votos contra de PSD, Chega e Aliança, a abstenção de IL, MPT e CDS e os votos a favor de BE, Livre, PEV, PCP, independentes, PS, PAN e PPM.

Também pela redução das emissões de gases provenientes dos navios cruzeiros, a assembleia aprovou uma moção do PAN para “solicitar ao membro do Governo responsável pela tutela sectorial da administração do Porto de Lisboa que diligencie com essa entidade, no sentido de ser lançado com a maior brevidade possível, o concurso público para a empreitada destinada a eletrificar o Porto de Lisboa”.

“Esta medida deve ser implementada antes de 2024, em resposta à urgência climática e na senda do compromisso assumido pelo executivo em 2021”, lê-se na moção do PAN, que foi aprovada com o voto contra de PPM, a abstenção de PCP e os votos a favor dos restantes grupos municipais.

Foto ilustrativa: Silver Dawn.