Lisboa em contagem decrescente para receber o Seatrade Cruise Med

Lisboa em contagem decrescente para receber o Seatrade Cruise Med

Categoria Business, Transportes

O Porto de Lisboa está em contagem decrescente para receber o Seatrade Cruise Med 2018, o maior evento da indústria de cruzeiros focado no Mediterrâneo e mares adjacentes, que este ano integra o evento Portugal Shipping Week.

Acolhido pela Administração do Porto de Lisboa e apoiado pela Associação MedCruise e CLIA – Cruise Lines International Association, o evento terá lugar nos dias 19 e 20 de setembro, sendo composto por uma exposição/feira, conferências e um programa de networking.

Até ao momento, já estão confirmadas as participações de 29 executivos, dos 150 esperados, que representam operadores de navios de cruzeiro, nomeadamente: AIDA Cruises; Azamara; Carnival UK; Disney Cruise Line; MSC Cruises; Mystic Cruises, Norwegian Cruise Line; Royal Caribbean International; Sea Cloud Cruise Line; Silversea; TUI e Viking Ocean Cruises.

Lídia Sequeira, presidente do conselho de administração do Porto de Lisboa, afirma que: “Acolher este prestigioso evento é o reconhecimento do trabalho que temos vindo a realizar nos últimos anos no setor dos cruzeiros. Acreditamos que a realização deste evento irá contribuir para impulsionar a economia do setor ao nível local e nacional, principalmente agora que o porto de Lisboa está preparado e equipado com um Terminal de Cruzeiros de última geração, com capacidade para receber todo o tipo de navios de cruzeiro e os respetivos passageiros.”

Como parte do evento, os participantes terão a oportunidade de visitar o Terminal de Cruzeiros de Lisboa, que foi inaugurado no final de 2017. A LCP – Lisbon Cruise Port, a entidade concessionária da atividade de cruzeiros neste terminal realizou um investimento de, aproximadamente, 22 milhões de euros no novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa.

A Administração do Porto de Lisboa prevê que o trafego de navios de cruzeiro continue a aumentar e que Lisboa se posicione como um importante ponto de início e fim de itinerários de cruzeiro – cruise homeport.

Durante a Seatrade Cruise Med serão abordados os aspetos mais relevantes da indústria dos cruzeiros e que marcam a atualidade, incluindo a entrega de mais de 100 novos navios até 2027, um investimento de 57.3 mil millhões de dólares.

Estaleiros Navais

O setor dos Estaleiros navais mantém-se particularmente dinâmico no Mediterrâneo, englobando inúmeros estaleiros navais situados na bacia do mediterrâneo e mares adjacentes, caracterizados pelo alto nível de conhecimentos e competências num setor de elevada especialização.

Perante isso, Emma Howell, global marketing manager da Seatrade, declarou que:  “O setor de construção e reparação naval de navios de cruzeiro atravessa, atualmente, um período de expansão notório em todo o Mediterrâneo. Como a procura por cruzeiros marítimos continua a aumentar, também aumentam as oportunidades para os estaleiros regionais – foram os estaleiros, ao nível local, que deram resposta a praticamente um terço de todas as renovações em 2017.”

Enquanto o estaleiro Fincantieri, em Itália, que atualmente reivindica mais de um terço dos 100 navios encomendados, são muitos os estaleiros no Mediterrâneo que estão à procura de espaço neste mercado, bastante lucrativo, da construção e renovação de navios de cruzeiro.

O estaleiro naval WestSea, localizado em Viana do Castelo está, presentemente, a construir o navio World Explorer, encomendado pela Mystic Cruises. O Estaleiro naval Lisnave, sedeado em Setúbal, também alargou a sua atividade no setor dos cruzeiros, tendo, nos primeiros meses de 2017, obtido um crescimento de 15% nas reparações a navios de cruzeiros.