Monte da Graça: O pôr do sol mais bonito do Alentejo mantém uma “taxa de ocupação elevada” mesmo em época de pandemia

Monte da Graça: O pôr do sol mais bonito do Alentejo mantém uma “taxa de ocupação elevada” mesmo em época de pandemia

O pôr do sol mais bonito do Alentejo “pernoita” no Monte da Graça, em Elvas, descoberto há mais de 20 anos por Luís Vidigal que, há cerca de um ano, quis “partilhar com o maior número de pessoas este pequeno paraíso”. A Ambitur.pt quis então conhecer a história deste lugar “mágico” que será agora ampliado fruto da procura que se mantém em altas mesmo em época de pandemia. 

Antigo futebolista, Luís Vidigal descobriu o Monte da Graça há mais de 20 anos e logo percebeu que a sua “relação” com aquele sítio seria “eterna”. Com a família e amigos, viveu ali “bons momentos” que o “fizeram sonhar com o que hoje concretizamos”, como nos conta. No fundo, “o que vivemos neste lugar foi tão bom que queríamos partilhar” toda a experiência.

Foi assim que “nasceu” o projeto familiar de ali abrir uma Casa de Campo, pelo que o espaço “sofreu obras de adaptação e melhoramento” o ano passado, num investimento inicial de 250 mil euros. O Monte da Graça – Casa de Campo começou por contar com seis quartos que, muito em breve, passarão a nove fruto de uma “ampliação” na medida em que, segundo o responsável, “a procura tem-nos encorajado para tal, mesmo em época de pandemia. Além disso, o espaço conta ainda com sala de eventos para até 60 pessoas e piscina.

Sobre quais os mercados que mais procuram o sossego de uma Casa de Campo, em pleno Alentejo, Luís Vidigal comenta que “as nossas origens não colocam barreiras a ninguém” e que, além dos portugueses, o Monte da Graça tem tido o “privilégio” de receber um pouco de todo o mundo, desde espanhóis a ingleses, franceses, holandeses, americanos, brasileiros, chineses e japoneses, procura tão diversificada que resulta numa “taxa de ocupação bastante elevada tendo em conta o período que estamos a viver”, acrescenta.

O Monte da Graça procurou lidar com a pandemia com “confiança” no sentido de se manter “ciente das dificuldades mas preparado para as oportunidades”. Hoje, mantêm-se as “cautelas” – seguindo todas as diretrizes do Governo e Direção-Geral de Saúde (DGS) – mas “muito mais confiantes” no futuro. Luís Vidigal confia que, há já alguns anos, “somos primeira escolha, de família, segurança, descanso e lazer” e que tal não mudará.

Elvas é Património da Humanidade, com uma oferta vasta em “monumentos cheios de história” e “gastronomia convidativa”. Entre castelos, fortes e aquedutos, “é uma cidade muito acolhedora que vos espera de braços abertos”, convida o proprietário do Monte da Graça – Casa de Campo.

Rita Inácio