“O consumo interno alargado vai crescer este ano”

“O consumo interno alargado vai crescer este ano”

Categoria Advisor, Política

Esta é a convicção de Francisco Calheiros, presidente da Confederação do Turismo Português, que em declarações ao Ambitur.pt afirma acreditar num excelente ano para o turismo. No entanto o responsável aponta que o grande objetivo dos empresários deve passar pelo crescimento do preço médio. De acordo com o responsável, “todas as informações que temos indicam-nos, neste momento, que iremos ter um ano de crescimento, no entanto o grande desafio para 2016 deve ser o aumento do preço médio, que já foi conseguido em 2015, por exemplo, no Algarve, na época alta”. Sendo assim, de acordo com Francisco Calheiros, “se não se passar nada de anómalo em Espanha, e tendo em conta que, política à parte, os portugueses estão com mais dinheiro, não tenho dúvidas que o consumo interno alargado vai crescer. Sendo que também não há razão nenhuma para que uma França, uma Inglaterra ou Alemanha, deixem os crescimentos verificados em 2015”.
Confrontado sobre se esta é uma boa altura para pôr em cima da mesa uma maior participação da CTP na vertente da promoção do país, o presidente da CTP responde que “é sempre uma boa altura”. Ou seja, “tendo em conta que o turismo está bem, bem arrumadinho e as coisas funcionam, deve-se aproveitar gratuitamente a experiência de centenas, para não falar de milhares, de empresários e profissionais, que estão todos os dias a promover o país”. Para Francisco Calheiros, “há um conhecimento profundo, existem profissionais que vão descobrir os turistas aos sítios e que os trazem e por isso sabem exatamente o que eles querem, e portanto trata-se de partilhar essa informação”.
Quanto ao setor e à tutela o responsável considera que “o turismo está bem organizado, já tivemos das reuniões com a Secretaria de Estado do Turismo e com o ministro da Economia também. A secretária de Estado do Turismo está a fazer o seu trabalho, está a percorrer o país todo, a falar com as associações, com as regiões, é uma pessoa que conhece o setor e os dossiers”.

Pedro Chenrim