OMT e  Conselho da Europa vão promover roteiros culturais

OMT e Conselho da Europa vão promover roteiros culturais

Categoria Advisor, Internacional

A Organização Mundial do Turismo (OMT) e o Conselho da Europa vão trabalhar em conjunto para desenvolver as oportunidades que o turismo oferece às comunidades locais e melhorar a experiência turística nos Roteiros Culturais das regiões europeias.

As ações conjuntas pretendem reconhecer o valor acrescentado que as rotas culturais oferecem ao desenvolvimento do turismo sustentável, à salvaguarda do legado cultural e ao diálogo intercultural. A colaboração também vai realçar o potencial dos itinerários para aumentar o desenvolvimento o desenvolvimento social, económico e cultural, beneficiando a Europa e os países parceiros ao reforçar elos culturais e históricos.

2021, Ano Internacional da Economia Criativa

As duas organizações irão colaborar primeiro na esfera do turismo criativo, para demonstrar as boas práticas em linha com 2021, Ano Internacional da Economia Criativa, e promover destinos abrangidos pelo Acordo Parcial Alargado sobre Roteiros Culturais (EPA) do Conselho da Europa.

Zurab Pololikashvili, secretário-geral da OMT, indica: “Com os Itinerários Culturais, o turismo tem o poder de apoiar o emprego e criar outras oportunidades de desenvolvimento para as comunidades. Também tem a oportunidade de proteger e promover o legado cultural e celebrar a criatividade”.

Marija Pejčinović Burić, secretária geral do Conselho da Europa, acrescenta: “O programa dos Roteiros Culturais tem um papel importante na promoção da rica herança cultural europeia, além de ser uma ferramenta eficaz para impulsionar o diálogo intercultural e a cooperação internacional”.

A parceira também permitirá que a OMT e o Conselho da Europa aproveitem a sua competência individual e capacidades técnicas para desenvolver ainda mais as Rotas Culturais através da pesquisa, formação e definição de políticas. Será prestada especial atenção ao mapeamento dos Roteiros Culturais e à promoção de uma maior acessibilidade para pessoas com incapacidades e critérios de acesso específicos.