(Os filhos das vinhas) Conheça os Blandys na Madeira

(Os filhos das vinhas) Conheça os Blandys na Madeira

Categoria Business, Empresas

Contar a história do vinho em Portugal poderia ser difícil, até porque é algo que vai para além da fundação da própria nacionalidade. O consenso diz que a primeira vinha terá sido plantada cerca de 2000 a.C., no vale do Tejo e no vale do Sado. E hoje é inegável que o vinho é um símbolo cultural no nosso país, que já anda ao lado do turismo. E são já muitas as gerações que nasceram e cresceram no meio das vindimas, a pisar uvas, a cheirar e provar vinhos. Ambitur falou com algumas das famílias mais emblemáticas da história do vinho em Portugal, nomes incontornáveis um pouco por todo o país, alguns dos quais vão já na sua 10ª geração. Faça connosco esta viagem no tempo e por entre vinhas, conheça os rostos por trás das garrafas, saiba de que forma vão acompanhando a evolução dos tempos e, no final, deixe-se tentar com as suas sugestões…

Blandy's Madeira WinesNa Madeira encontramos outra família dedicada ao negócio do vinho há já dois séculos. São os Blandys, que têm tido um papel fundamental no desenvolvimento do vinho da Madeira, mantendo uma tradição que remonta a 1811. Hoje, Michael e Chris são já a sexta e sétima gerações, respetivamente, à frente do negócio, mas foi John Blandy quem se iniciou nesta atividade.
Diz Chris Blandy, CEO da Madeira Wine Company, que desde sempre existiu uma ligação ao turismo na Madeira, não só pelos vinhos mas através de outros negócios do grupo, nomeadamente hotéis, agências de viagens e de navegação. Pelas adegas do grupo passam mais de 100 mil pessoas por ano “com quem temos a oportunidade de partilhar um pouco da nossa história, da história da ilha da Madeira, dos seus afamados vinhos e a da realidade atual do setor”. A Blandy’s Madeira Wine é a principal marca da empresa, representando cerca de 60% da faturação. Um dos principais ativos, além da marca, são as adegas Blandy´s Wine Lodge localizadas no centro do Funchal, onde estão a envelhecer 700.000 litros do vinho mais premium.
Blandy's Madeira WinesAcompanhar o evoluir dos tempos tem sido algo que a família tem conseguido e, conta Chris Blandy, “o segredo está no compromisso que temos pela procura do conhecimento, por estudar, por procurar saber sempre mais sobre o nosso vinho com o intuito de melhorar continuamente o vinho que produzimos”. Na verdade, a inovação também tem um papel importante no dia-dia da empresa, mas sem nunca esquecer os seus 200 anos de história. E, como novidades, serão lançados sete vinhos novos, com a imagem nova da marca, adianta o responsável: Um 30 anos Bual, um Colheita Malvasia de 1999 e os Vintages (1979 Verdelho, 1977 Terrantez, 1975 Sercial, 1973 Verdelho e 1966 Bual).

 

Chris Blandy (Blandy’s Madeira Wines), aconselha…
“Cada um dos nossos vinhos tem o seu momento, mas há quatro que considero terem mais impacto para cada ocasião: Blandy’s Duke of Clarence – 3 anos doce, servido frio com uma folha de hortelã, uma rodela de limão e um toque de limonada; Blandy’s Alvada – 5 anos blend de Malvasia e Bual, servido frio depois de um jantar com um grande grupo de amigos; Blandy’s 10 anos bual, servido com um prato de froie gras; e Blandy’s Vintage 1976 Terrantez, servido com uma bola de chocolate escuro, recheado com queijo azul (o favorito do nosso amigo, o chef Benoit Sinthon, do Il Galo D’Oro, 1* Michelin).”

 

Leia aqui a história da Família Marta: uma das mais antigas do Douro.

 

(Este texto está integrado numa Reportagem publicada na Edição 283 da Revista Ambitur)

 

 

Inês Gromicho