Projeto de percursos turísticos cicláveis em Aveiro vence Prémio Investigação em Turismo da CTP

Projeto de percursos turísticos cicláveis em Aveiro vence Prémio Investigação em Turismo da CTP

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) entregou ontem o Prémio Investigação em Turismo, que distinguiu o projeto ‘Definição de percursos turísticos cicláveis com recurso a sistema de informação geográfica: o caso da Região de Aveiro’, da autoria de André Pedrosa, Helena Albuquerque e Zélia Breda.

O projeto, que recorre ao Sistema de Informação Geográfica (SIG), visa implementar percursos turísticos cicláveis a nível regional de forma a poderem ser difundidos pela Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA). Foram selecionados 10 percursos que irão intervir na experiência do turista, tais como pontos de interesse, zonas com declives, limites de velocidade, paisagens e até distância às zonas industriais. A última fase deste projeto, ainda por concluir, irá permitir que todos os percursos possam ser disponibilizados na CIRA.

André Pedrosa, bolseiro de investigação na Universidade de Aveiro, Helena Albuquerque, professora auxiliar na Universidade Portucalense e Zélia Breda, professora auxiliar na Universidade de Aveiro, são os vencedores deste prémio da CTP, que tem como objetivo promover a realização de trabalhos de investigação sobre Turismo e disseminar esse conhecimento pelos profissionais da atividade e pelas entidades públicas e privadas desta atividade.

“Este prémio pretende potencializar novos projetos para o turismo português e colocar à disposição de profissionais do meio e das instituições públicas, novas respostas aos desafios que diariamente lhes são impostos”, adianta Francisco Calheiros, presidente da Confederação do Turismo de Portugal.

A seleção do vencedor ficou a cargo de um júri composto por cinco elementos da CTP, Universidade do Algarve, Universidade Europeia e Universidade de Aveiro.

Os três vencedores do prémio CTP Investigação em Turismo vão receber 1.500 euros, assim como uma viagem aos Açores.