TAP, Viajar Tours e Ego Travel apresentam Gâmbia como uma “alternativa a Cabo Verde”

TAP, Viajar Tours e Ego Travel apresentam Gâmbia como uma “alternativa a Cabo Verde”

Categoria Business, Transportes

A TAP, em conjunto com os parceiros Viajar Tours e Ego Travel, apresentou na semana passada o seu novo destino em solo africano — a Gâmbia — aos agentes de viagens portugueses. Dionísio Barum, diretor de vendas da companhia aérea para África, afirma que o destino poderá ser uma “alternativa a Cabo Verde”.

Desde o dia 26 de outubro que a TAP voa diretamente para Banjul, capital da Gâmbia, três vezes por semana (terças, quintas e sábados, às 20h55), a bordo do Airbus A320, a partir de Lisboa. Segundo Dionísio Barum, a operação ainda que recente está a correr bem e o objetivo da TAP, como em todas as rotas, é “chegar ao voo diário”.

Esta é uma aposta da TAP que acredita no potencial do destino sendo que o responsável de vendas recorda, ainda, que o operador turístico Thomas Cook viajava cerca de 11 vezes por semana para a Gâmbia e que, com a sua falência, essa “lacuna” ficou por preencher.

Uma mais-valia é que para viajar para o país também não é necessário visto (com a TAP, Brussels e Vueling) nem cartão de vacinas. No entanto, se o turista quiser visitar também o Senegal precisa de ter a vacina da febre amarela.

Destino: Gâmbia 

A Gâmbia é um pequeno país da África Ocidental, no interior do Senegal, com uma pequena parte de costa Atlântica. A sua capital é Banjul para onde voa a TAP. Nuno Anjos, sales & marketing manager da Viajar Tours, recorda que estamos a falar de “África profunda”, embora seja um destino bastante seguro, e adianta que “há muita coisa de São Tomé ali”, sobretudo, em termos de vegetação e paisagem.

O clima é tropical, com a época seca entre a decorrer entre novembro e junho e a época das chuvas entre julho e outubro. Nuno Anjos avança que a melhor altura para visitar o país será mesmo na época das chuvas porque o tempo está mais quente (30º graus).

A Gâmbia não é, tradicionalmente, um destino de safaris para há a oportunidade de ter a “experiência safari”, apreciando a vida selvagem ao longo do rio Gâmbia, além de ser o destino perfeito para os amantes de birdwatching que ali vão puder encontrar mais de 500 espécies de aves, existindo mesmo hotéis flutuantes no rio para as observar melhor. Já na capital Banjul existem os tradicionais mercados de gastronomia e vida noturna. Em suma, a Gâmbia é “um bocadinho de toda a África”, recheada de reservas naturais e belas praias.

Ofertas Viajar Tours e Ego Travel 

A Viajar Tours tem pacotes entre 9 dias e 7 noites, até 21 de março de 2020, com estadia no African Princess Beach Hotel (desde 1.076€), no The Kairaba Beach Hotel (desde 1.121€), no Sunprime Tamala Beach (desde 1.125€) ou no Labranda Coral Beach Resort (desde 1.148€).

Já a Ego Travel oferece, até 30 de setembro, também com partida do Porto, pacotes de 7 noites no Labranda Coral Beach (961€) e no Sunprime Tamala Beach (1049€).

*Imagem cedida pela TAP 

Rita Inácio