Tapada Nacional de Mafra comemora 270 anos

Categoria Destinos, Explore

No ano em que se comemora 270 anos de existência, a Tapada Nacional de Mafra é um dos locais de eleição na Região de Lisboa para um passeio de fim de semana – também está aberta aos dias úteis – onde se poderá conhecer toda a herança deixada por D. João V.

Foi em 1747 que o Rei “Magnânimo” fundou a Real Tapada de Mafra com o objetivo de proporcionar um envolvimento natural ao Palácio-Convento, que fosse ao mesmo tempo um espaço de recreio venatório da monarquia e de fornecimento de lenha e de outros produtos ao Palácio-Convento.

Durante os séculos seguintes, a vida no parque continuou vocacionada para a caça e lazer dos membros da corte, mas com a Implantação da República, em 1910, estas atividades cessaram e a Tapada passou à designação atual, Tapada Nacional de Mafra.

O aproximar da Primavera traz consigo um novo programa para os visitantes, com duas novas atividades de cariz temático: “Falcoaria-De Portugal para o Mundo” e “Abelhas à vista”. A primeira comemora a elevação da Falcoaria Portuguesa a Património Cultural Imaterial da UNESCO, já a segunda para observação e de cariz mais prático das abelhas no sentido da promoção e sensibilização da atividade apícola. Passeios de comboio ou de carro elétrico, atelier de apicultura e demonstração de voo de aves de rapina, tiro com arco, circuitos para corrida, passeios pedestres ou percursos de BTT são outras das experiências que podem ser realizadas numa visita à Tapada Nacional de Mafra.