Uma viagem gastronómica pela Quinta do Lago

Uma viagem gastronómica pela Quinta do Lago

A Ambitur.pt foi convidada a integrar uma Gastronomic Tour pela Quinta do Lago, em Almancil, com o objetivo de conhecer melhor as experiências gastronómicas proporcionadas por alguns dos 12 restaurantes do resort, assim como desfrutar de um jantar requintado na Casa Velha, que ambiciona a estrela Michelin em 2021. Delicie-se connosco. 

A Quinta do Lago surgiu em 1972 pela mão de André Jordan, como nos recorda a marketing manager Joana Oliveira, que nos guia ao longo de toda a visita ao resort. A Quinta do Lago ocupa 645 hectares, três vezes maior do que o principado do Mónaco, do Parque Natural da Ria Formosa.

Com cerca de 550 moradias privadas e 10.000 camas, além de 700 colaboradores, Joana Oliveira revela-nos que 60% dos visitantes do resort são britânicos. Mas durante e ao longo do pós-pandemia, com todas as restrições de viagem incluindo a quarentena obrigatória imposta pelo Reino Unido, a Quinta do Lago decidiu apostar mais no mercado nacional. Embora a hotelaria tenha sentido os efeitos do Covid-19, registou-se uma “procura brutal no imobiliário” pela “maior qualidade de vida” que o Algarve oferece. No final do ano passado e início de 2020, o último projeto imobiliário da Quinta do Lago — o Reserva — já tinha sido totalmente vendido antes da sua conclusão, com 26 apartamentos exclusivos com preço médio situado nos 2,7 milhões de euros.

The Magnolia Hotel

Ao longo do fim de semana, ficámos hospedados no The Magnolia Hotel, considerado um dos hotéis mais “instagramáveis” do Algarve, pelas suas luzes de néon à beira da estrada mesmo às “portas” da Quinta do Lago. Isto porque este pequeno hotel é inspirado nos móteis americanos, com piso térreo e piscina nas “traseiras”, mas com o luxo familiar do resort.

O resort é também conhecido pelos seus campos de Golfe — o Norte, Sul e Laranjal — e a marketing manager realça que o campo “Sul”, a “jóia da coroa” da Quinta do Lago que recebeu oito vezes o Open de Portugal, foi recentemente remodelado, num investimento total na ordem dos sete milhões de euros. Mas a Quinta do Lago não é só golfe e existem diversas atividades que contemplam toda a família, desde os desportos aquáticos, ao birdwatching em pleno Parque Natural e a recente aposta no segmento de wellness.

The Campus

Em 2017 foi criado o The Campus, um complexo multi-desportivo e de alto rendimento cujas “instalações premium” atraem os maiores clubes e equipas todos os anos, como o Olympique de Marseille que este verão, e durante a nossa visita, esteve lá a treinar. O complexo integra seis courts de ténis e quatro de padel, ginásio, centro de ciclismo, piscina, aulas em grupo e personal training, além de um centro de fisioterapia, recuperação e reabilitação desportiva.

Do ADN da Quinta do Lago faz também parte a consciência ambiental, ou não estivesse localizada num Parque Natural, e a sustentabilidade. Para um “regresso às origens”, como nos explicou a marketing manager, o resort concretizou o projeto “Quinta Farm“, através do qual são cultivados vegetais e ervas aromáticas ali mesmo para depois serem utilizados nos vários restaurantes do resort, como uma “extensão da cozinha”.

Os 12 restaurantes da Quinta do Lago

Atualmente, a Quinta do Lago conta com 12 restaurantes no seu portefólio e muito diferentes entre si. São eles:

  • Bovino Steakhouse;
  • Dano’s;
  • Casa Velha;
  • Pure;
  • Koko;
  • The Magnolia Restaurante;
  • The Shack;
  • Casa do Lago;
  • Q Beach;
  • Pavilion;
  • Clubhouses de Golfe;
  • Gigi’s.

Casa do Lago

O restaurante Casa do Lago, uma das nossas “paragens”, foi alvo de uma remodelação completa, que durou cerca de seis meses, cujo core business é o peixe com uma mudança recente na carta a contemplar “petiscos partilhados para famílias”.

Já no Bovino Steakhouse, experimentámos alguns dos seus premiados cocktails. Como o próprio nome indica, é ali que se saboreiam os melhores bifes do resort, num restaurante que prima pela decoração moderna e envolvente além de um agradável pátio interior.

Outro “ex-libris“, mais recente, que completa a experiência gastronómica da Quinta do Lago é o The Shack para comida mais leve e divertida, durante um dia de sol e praia. Com vista para o lago, tem música ao vivo e petiscos de inspiração mexicana.

*Casa Velha aspira conquistar a estrela Michelin em 2021 

Mas foi na Casa Velha que tudo começou, a visão da Quinta do Lago e o primeiro local gastronómico do resort, com o espaço e a sua cozinha a ser constantemente “reinventada”, desde 2018 pelo Chef Alípio Branco. A sua cozinha de autor, de influência europeia, oferece um menu fresco e requintado, composto por pratos artesanais tendo por base produtos locais e sazonais, onde não falta o marisco. A Casa Velha é já recomendada pelo Guia Michelin 2020 e a equipa aspira agora alcançar a estrela no próximo ano, é essa a grande ambição.

Do menu degustado fizeram parte a Ostra, Salmonete de Escabeche, Bacalhau com Puré de Grão e Molho de Caldeirada, Carabineiro com Porco Preto e Creme de Coentros, Ravioli com Queijo Curado dos Açores e Lombo de Rubia Gallega, entre outros.

Rita Inácio, a convite da Quinta do Lago para uma Gastronomic Tour