Vila Franca de Xira: Produção de vinho próprio na Quinta de Subserra

Vila Franca de Xira: Produção de vinho próprio na Quinta de Subserra

Categoria Destinos, Explore

A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira decidiu produzir um vinho próprio da região, cujo aroma recordasse a todos as suas principais características. E assim nasceu o “Encostas da Xira”, na Quinta de Subserra.

Foi na encosta da Quinta de Subserra, em Alhandra, que o município de Vila Franca de Xira reformulou há cerca de três anos a produção do seu próprio vinho. Trata-se de um antigo palácio, que remonta ao século XVII, composto por seis hectares com três castas de vinho branco e quatro de tinto.

António Félix, vereador com o pelouro do Turismo da Câmara Municipal de Vila Franca, explica que “era tradição nesta Quinta e nesta encosta ter vinhos” mas que, com o passar do tempo, a produção perdeu a qualidade desejada, pelo que foi preciso começar do zero. Com um novo nome, já registado, nova garrafa e novo rótulo da autoria do cartoonista local Vasco Gargalo. O vinho, esse, surge do trabalho do enólogo Mário Louro. Além disso recuperou-se a vinha, a adega e o laboratório enológico.

O balanço é positivo. Este ano a produção duplicou, chegando aos 20 mil litros, sendo que a produção máxima ronda os 50 mil litros.

O principal objetivo é “fazer um vinho emblemático que represente a região”, afirma António Félix, bem como criar um produto turístico que promova o município e ofereça uma experiência diferente aos visitantes da Quinta de Subserra.

O vereador refere que a produção de vinho pode também vir a alavancar a recuperação do património, realizando na Quinta de Subserra melhorias que aumentem a capacidade de alojamento e que dotem a Quinta de ainda melhores condições para a realização de eventos.

Para já apenas o vinho branco está a ser comercializado. Segundo António Félix, o “Encostas de Xira” é um vinho “ótimo para acompanhar refeições, nomeadamente, de peixe. Este é um vinho que tem três castas – o Arinto, o Fernão Pires e o Moscatel – e o Moscatel dá-lhe aqui um aroma frutado e um pouco doce também. O de 2017 já é um vinho menos doce mas eu diria que é mais vinho”.

O vinho de produção municipal tem como principal destino as festas da região, nomeadamente, os principais eventos gastronómicos e culturais. O próximo será o “Sabor do Campo à Mesa”, durante o mês de novembro.

No próximo ano, o município espera produzir um vinho licoroso e a meta para 2020 é um espumante. Para já, o “Encostas de Xira” pode ser adquirido no Posto de Turismo de Vila Franca e nos restaurantes do concelho.

Este artigo foi publicado na edição 310 da Ambitur.