Volta Nacional: “Portugal candidata-se a acolher um dos maiores eventos de tecnologia da Europa”

Volta Nacional: “Portugal candidata-se a acolher um dos maiores eventos de tecnologia da Europa”

Público

“Portugal candidata-se a acolher um dos maiores eventos de tecnologia da Europa”

Lisboa candidatou-se a acolher a edição de 2016 da Web Summit, uma das mais importantes conferências de tecnologia, empreendedorismo e inovação na Europa, num processo em que vai competir com cidades como Paris, Londres e Cannes. O anúncio foi feito pelo vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, que esteve nesta quinta-feira reunido em Lisboa com a empresa organizadora do evento. Desde 2010 que a Web Summit tem vindo a ser feita em Dublin. A edição deste ano, também na capital irlandesa, decorrerá em Novembro. O secretário de Estado da Economia, Leonardo Mathias, que está a conduzir o processo de candidatura, disse ao PÚBLICO que espera uma resposta dos organizadores até ao final de Setembro. Os primeiros contactos com aconteceram em Março, quando estes “pediram informação a várias cidades”. Na conferência de 2014 participaram 22 mil pessoas.

“Balança comercial foi mais positiva no semestre graças ao impulso do turismo”

O saldo da balança comercial de bens e serviços, calculado pelo Banco de Portugal, foi positivo em 698 milhões de euros no primeiro semestre deste ano.

Económico

“CP vai alugar comboios para reforçar frota em 2016”

A CP está a estudar o aluguer de comboios a outros operadores europeus para reforçar a frota em 2016 e fazer face ao aumento do número de passageiros que se tem verificado nos seus serviços de forma consecutiva nos últimos meses. O ‘leasing’ é uma das modalidades possíveis, mas não é única alternativa, assegurou fonte próxima do processo ao Diário Económico. Além de esbarrar com os conhecidos constrangimentos orçamentais, a encomenda de novo material circulante não resolve a situação de crescimento constante da procura, porque novas locomotivas e comboios demoram, em média, três a quatro anos a ser fornecidos, o que inviabiliza essa opção de solucionar este problema a curto prazo.

“Corridas de cavalos com apostas atraem investidores nacionais e estrangeiros”

Maia, Ponte de Lima, Golegã e Felgueiras são algumas das cidades que se estão a posicionar para se candidatarem ao concurso público para a exploração de hipódromos para corridas de cavalos com apostas hípicas, ao abrigo da nova lei do jogo. Os investimentos serão um misto de capitais públicos e privados e ascendem a vários milhões de euros. O concurso público será lançado em breve.

SOL

“Tivoli vendidos até final do ano”

Apesar do arresto que envolveu activos da rede Tivoli, a Minor Internationa Group (MINT) acredita poder concretizar nos próximos meses a compra dos hotéis que ainda não detém. O grupo tailandês revelou no relatório semestral que “a transacção para adquirir as restantes oito propriedades da Tivoli, juntamente com a marca e a plataforma da operação dos 12 hotéis em Portugal, deverá estar concluída antes do fim do ano, permitindo à MINT reajustar os benefícios totais do portefólio e da marca no futuro”.

Jornal de Notícias

“Todos os dias 3500 pagam para ir à Lello”

Desde que, no mês passado, começou a cobrar pelas entradas, a Livraria Lello, no Porto, registou uma média diária de 3500 visitantes. São menos mil visitas por dia, mas em compensação, o número de livros vendidos mais que duplicou. E, a três euros por visitante, a livraria garante, pelo menos, 10500 euros de facturação diária só com “vouchers” de acesso.

“Festa dos Povos esgota hotelaria”

Recriação histórica dos tempos do império romano de Tito Flávio Vespasiano atrai milhares de visitantes à cidade Aquae Flaviae.

Negócios

“Turismo torna possível quarto ano de excedente externo”

Se 2015 seguir a trajectória dos primeiros seis meses do ano, Portugal voltará a ter um excedente externo pelo quarto ano consecutivo. O saldo da balança de serviços continua a ser o principal responsável por esse resultado. No primeiro semestre, a balança corrente e de capital voltou a ser positiva, atingindo os 214 milhões de euros.

Diário de Notícias

“Situação financeira da SATA preocupa pessoal de voo”

A situação financeira da companhia aérea SATA está a preocupar o pessoal de voo. O SNPVAC, um dos sindicatos de aviação, pediu ontem uma audiência ao Presidente do Governo Regional dos Açores e apelou à “boa ingerência” política de Vasco Cordeiro. “Há uma falha de gestão profissional na nossa companhia, que vai fazer aumentar o desemprego na região”, receia Bruno Fialho.

Vida Económica

“Portugal só continuará a ser destino turístico se inovar“

“Portugal só continuará a ser destino turístico se inovar. É por isso que o Turismo de Portugal está determinado em atrair e apoiar empreendedores de todo o mundo”, afirmou João Cotrim de Figueiredo, presidente do Turismo de Portugal, durante a apresentação do Discoveries,  novo programa de aceleração da Fábrica de Startups.

“Apostas hípicas podem gerar receitas anuais de 300 milhões de euros”

“Portugal pode vir a ser um dos principais polos de atração turística na Europa”

Em declarações à Vida Económica, Carlos Diez de la Lastra, diretor geral da Les Roches Marbella International School of Hotel Management, admite que o nosso país “reúne condições para se consolidar como um dos principais pólos de atração da Europa” e salienta o esforço que está a ser realizado pelos empresários a “profissionalização e diversificação da oferta”.

“Quinta do Crasto reforça aposta no Douro Superior”

A Quinta do Crasto kança o primeiro monovarietal produzido no Douro Superior, nomeadamente na Quinta da Cabreira. Trata-se do Crasto Superior Syrah 2013, um vinho que vem reforçar a aposta na produção na Quinta da Cabreira, alvo de um investimento de mais de sete milhões de euros.

“Turistas gastam até 150 euros diários no Centro de Portugal”

A Turismo Centro de Portugal apresentou o Barómetro da Marca Centro de Portugal. Coordenado pelo IPAM Lab, o estudo foi realizado com base num inquérito por questionário, com escolha aleatória dos inquiridos.

“Festival de Paredes de Coura dinamiza turismo no Alto Minho”

A vila minhota de Paredes de Coura é mais uma vez o cenário para um dos míticos festivais de Verão em Portugal. Este festival representa uma fonte importante de retorno económico e promoção turística para Paredes de Coura, que recebe por estes dias milhares de entusiastas.

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.