Aciso: “A capacitação dos empresários para a adaptação a novas realidades é fundamental”

Aciso: “A capacitação dos empresários para a adaptação a novas realidades é fundamental”

Categoria Advisor, Associativismo

A Ambitur retoma a conversa com as várias associações nacionais ligadas ao setor do turismo para conhecer melhor o trabalho que estas têm feito durante a pandemia da Covid-19.

Purificação Pereira Reis, presidente da direção da Aciso, recorda que a Associação Empresarial Ourém-Fátima sempre se assumiu como “uma associação de proximidade à qual os empresários recorrem de forma direta, fácil e muito informal”. O que levou a que, naturalmente, durante este período mais complicado, os empresários tenham intensificado os seus contactos, pedindo esclarecimentos e apoios “pois sabem que a resposta está efetivamente à distância de um telefonema, de um email ou de uma visita presencial”.

A dirigente associativa explica à Ambitur.pt que a Aciso assumiu um papel reforçado ao nível do acompanhamento e monitorização, de ajuda e de porta-voz das reivindicações dos seus associados. “As dificuldades são muitas e os empresários necessitam, mais do que nunca, do apoio das associações”, sublinha.

No atual contexto, a associação tem procurado intervir em diferentes momentos e de diferentes formas. Tem, por exemplo, reunido com os empresários e sinalizado as principais dificuldades junto do Governo. Tem também colaborado na elaboração de propostas concretas no âmbito das Confederações em que está inserida. E, além deste trabalho, “temos reforçado o apoio direto aos empresários ao nível do esclarecimento e interpretação dos normativos publicados e na submissão de candidaturas aos programas de apoio existentes”, esclarece Purificação Pereira Reis.

Já no que diz respeito ao papel da Aciso no setor do turismo, a entidade tem trabalhado, em conjunto com os associados, “na elaboração do plano de ações de promoção turística para o ano de 2021, contemplando ações e mercados considerados prioritários, de forma a podermos vir a contribuir, decisivamente, para impulsionar a retoma”, garante a responsável.

Purificação Pereira Reis reconhece que, no atual contexto, a Aciso teve de se adaptar e dirigir a sua atuação, “com grande flexibilidade e capacidade de adaptação à nova realidade”. E frisa que “a capacitação dos empresários para a adaptação a novas realidades e para a conversão de algumas das suas atividades é fundamental”. A associação promoveu alguns projetos coletivos, criadores de sinergias de grupo, pois “o foco na união e na partilha será indispensável para a superação dos novos tempos”.

Inês Gromicho