AHP Tourism Monitors: Taxa de ocupação da hotelaria desceu no mês de Agosto

AHP Tourism Monitors: Taxa de ocupação da hotelaria desceu no mês de Agosto

De acordo com o AHP Tourism Monitors, ferramenta exclusiva de recolha de dados da Hotelaria nacional trabalhados mensalmente pela AHP – Associação da Hotelaria de Portugal, no mês de agosto de 2018 a taxa de ocupação decresceu 1,3 p.p., em comparação com o mesmo mês do ano anterior, fixando-se nos 87%.

Operação Hotelaria – Agosto de 2018

Em agosto de 2018, a taxa de ocupação quarto a nível nacional decresceu 1,3 p.p., fixando-se nos 87%. Por destinos turísticos, Algarve (93%), Costa Azul (92%) e Grande Porto (90%) registaram as taxas de ocupação mais elevadas. Por categorias, verificou-se uma variação positiva apenas nas 2 estrelas que tiveram um aumento ligeiro de 0,4 p.p., face a agosto de 2017.

Fonte: Associação da Hotelaria de Portugal – AHP Tourism Monitors – agosto de 2018

O ARR subiu 6%, fixando-se em 121 euros. De realçar, neste indicador, o aumento em todas as categorias, com destaque para as 3 estrelas onde a variação foi de mais 12% face a agosto de 2017.

O RevPar fixou-se nos 105 euros, mais 4% face ao período homólogo. Os destinos turísticos com o RevPar mais elevado foram Algarve (173 euros), Estoril/Sintra (113 euros) e Lisboa (98 euros).

Cristina Siza Vieira, da AHP – Associação da Hotelaria de Portugal, comenta: “estávamos com alguma expectativa relativamente ao comportamento da operação hoteleira no mês de agosto. Apesar de a TO ter decrescido, os resultados são globalmente bons. Em termos absolutos, este foi, sem surpresas, o melhor mês do ano. Dos 14 destinos do Hotel Monitor, apenas 3 (Beiras, Viseu e Leiria/Fátima/Templários), registaram ocupações abaixo dos 80%. No ARR e RevPAR, os resultados continuam a ser bastante positivos, no entanto há a destacar a quebra nos destinos Grande Porto e Oeste. No próximo mês, com os dados de setembro, iremos fazer uma análise ao comportamento da hotelaria nos meses de verão e aí faremos um balanço.”

Destinos Turísticos:

  • Minho

Em agosto de 2018, a taxa de ocupação quarto foi de 87%, revelando um aumento de 1,2 p.p. face ao período homólogo. O ARR e o RevPar foram, neste mês, de 76 euros e 66 euros respetivamente.

  • Grande Porto

Durante o mês de agosto de 2018, os indicadores no destino Grande Porto apresentaram, face ao período homólogo, variações negativas de 3% no RevPar, atingindo os 82 euros, e 3% no ARR. A taxa de ocupação quarto foi de 90%, menos 0,4 p.p. do que em agosto de 2017.

  • Beiras 

Durante o mês de agosto de 2018, o destino turístico Beiras apresentou variações positivas de 2,2 p.p. na taxa de ocupação quarto (76%) e 12% no RevPar. O ARR foi de 84 euros.

  • Coimbra

Em agosto de 2018, as unidades hoteleiras de Coimbra apresentaram uma taxa de ocupação quarto de 82%, o que representa um aumento de 5,1 p.p. face ao período homólogo. Destaque ainda para o ARR de 70 euros.

  • Viseu

Em agosto de 2018 a taxa de ocupação quarto foi de 70%, revelando uma subida de 2,6 p.p. face a agosto de 2017. O ARR foi de 71 euros, mais 8%, face ao período homólogo anterior.

  • Oeste

Em agosto de 2018 a taxa de ocupação quarto foi de 83%, evidenciando uma quebra de 0,5 p.p. face a agosto de 2017. No mesmo período, o ARR desceu 3%, enquanto o RevPar foi de 91 euros.

  • Leiria / Fátima / Templários

No mês de agosto de 2018 destaque neste destino para a quebra da taxa de ocupação quarto em 8 p.p., face ao período homólogo, atingindo os 67%. O ARR cresceu 12% e o RevPar atingiu os 50 euros.

  • Estoril / Sintra

Durante o mês de agosto de 2018, a hotelaria do destino Estoril/Sintra apresenta variações negativas de 5,5 p.p. na taxa de ocupação quarto, fixada em 83%, e 1% no RevPar. O ARR fixou-se nos 136 euros.

  • Lisboa

No mês de agosto de 2018, o destino turístico Lisboa registou uma taxa de ocupação quarto de 87%, revelando uma descida de 1,3 p.p. face a agosto de 2017.
Em termos de RevPar, o valor de agosto de 2018 cifrou-se em 98 euros. Verifica-se um aumento de 7% no ARR.

  • Costa Azul

As unidades hoteleiras deste destino apresentaram, no mês de agosto, um ARR de 105 euros.
A taxa de ocupação quarto foi de 92% mais 2,7 p.p. e o RevPar obteve um aumento de 8%.

  • Alentejo

Os hotéis deste destino apresentaram no mês de agosto, ARR de 101 euros. O RevPar cresceu 14%. A taxa de ocupação quarto foi neste mês de 84% evidenciando uma quebra de 1,4 p.p., face ao período homólogo anterior.

  • Algarve

Em agosto de 2018, a taxa de ocupação quarto no Algarve foi de 93%, mais 0,2 p.p. face ao mês homólogo de 2017. A taxa de ocupação quarto, quando comparada por zonas, foi superior no Algarve Barlavento (94%), face ao Algarve Sotavento (92%) e ao Algarve Centro (92%). O ARR foi, em agosto de 2018, de 187 euros e o RevPar aumentou 6%. Neste destino, a taxa de ocupação registou, pela primeira vez, um crescimento desde o início do ano.

  • Madeira

Em agosto de 2018, a Hotelaria da Madeira apresentou uma taxa de ocupação quarto de 89%, menos 2,4 p.p. face a agosto de 2017. O ARR foi de 85 euros e o RevPar subiu 3% face a 2017.

  • Açores

Em agosto de 2018, a Hotelaria dos Açores apresentou uma taxa de ocupação quarto de 88%, menos 4,5 p.p. do que no período homólogo anterior. O ARR foi de 100 euros e o RevPAR cresceu 10%.