Centro de Congressos do Algarve está preparado para receber 2020

Centro de Congressos do Algarve está preparado para receber 2020

Categoria Advisor, Associativismo

Após um ano de existência, o Centro de Congressos do Algarve está agora preparado para “apostar” e “promover grandes eventos”, começou por afirmar aos jornalistas o diretor geral do Tivoli Marina Vilamoura Algarve Resort, Hugo Gonçalves. Numa cerimónia organizada pela unidade hoteleira, foram apresentadas “todas as ferramentas de promoção” da infraestrutura, tendo agora “novas facilidades e novos requisitos”, de forma a que “possa nascer aqui qualquer tipo de eventos ou congressos”.

Durante o seu primeiro ano de atividade, o Centro de Congressos do Algarve esteve “tecnicamente” em “soft-opening”, onde “estivemos a experimentar todo o enquadramento” e “toda a sua vertente de versatilidade”, refere o responsável, destacando a “criação de uma cozinha com 1400 metros quadrados” num investimento de “1,5 milhões de euros”. Hugo Gonçalves sublinha que a “aposta está a ser enorme” e num investimento global de “10 milhões de euros, temos que dar o retorno às nossas empresas”, acrescentando que o “crescimento está calculado para este investimento” com a ambição de “bons resultados” para os próximos anos. Prova disso são os “44 eventos” já realizados em 2018 que trouxeram um “acréscimo de dormidas” ao destino de Vilamoura, adianta o responsável, destacando que a taxa de ocupação na unidade “cresceu aos 64%”. Este valor permite ao responsável prever que, no “próximo ano (2020), chegaremos aos 70% da ocupação”. 

Relativamente a 2020, o diretor-geral refere que “já estamos a crescer”, quer no número e qualidade dos eventos quer no número de pessoas, justificando assim a estratégia e investimento por parte da Minor Hotels, detentora do Centro de Congressos do Algarve. Para o responsável, não restam dúvidas de que “está a ser criada uma grande história em Vilamoura”, sendo uma infraestrutura capaz de “eliminar a dita sazonalidade”. Com as “entidades certas” e com uma  “descentralização de locais como Lisboa e Porto” que já estão lotados de eventos, a região de Vilamoura “tem tudo para dar certo”, sublinha.

A ocasião serviu ainda para a apresentação oficial do vídeo promocional do Centro de Congressos do Algarve que, a partir de agora, vai “andar pelo mundo”, acrescentou o responsável. 

“Traz uma vantagem competitiva ao nível da região”

O vice-presidente da Câmara de Loulé, Pedro Pimpão, realçou que o Centro Congressos do Algarve está a potenciar vários investimentos na região, nomeadamente, o “investimento público no valor de 2,8 milhões de euros” para a “reestruturação completa da zona Ribeirinha”, que inclui a ligação pedonal entre Vilamoura e Quarteira. Como uma “particularidade significativa”, o autarca realça que os congressos, normalmente, realizam-se em “períodos de sazonalidade”, acreditando numa “vantagem competitiva ao nível da região”. Embora contribua para a atividade hoteleira, Pedro Pimpão destaca ainda a importância que “traz para todas atividades económicas da região”, citando o exemplo da restauração.

A Câmara Municipal de Loulé tem em “marcha” um plano estratégico para o Turismo e a “área dos congressos faz parte” desse plano, afirma o vice-presidente, desejando que, no futuro, se “multipliquem o número de eventos e de congressos”.  

Especificidades técnicas do Centro de Congressos do Algarve:

  • Área total de 7.050 metros quadrados;
  • Capacidade para receber entre  3.500 e 4.000 pessoas;
  • 22 salas, com destaque para a Fénix com 2.215 metros quadrados de área e 10 m de altura; e as Pégaso e Neptuno, de 420 metros quadrados cada;
  • rooftop com vistas de 360º para a paisagem envolvente;
  • Capacidade para receber uma versatilidade de eventos como congressos médicos, congressos internacionais, reuniões corporativas, lançamentos de produtos, eventos sociais e espetáculos.
  • O espaço pode ser visitado através de um tour virtual, permitindo conhecer passo-a-passo todo o edifício.
Cristiana Macedo *Foto cedida pelo Centro de Congressos do Algarve