Diário da Fam Trip Jolidey à Tunísia: Dia 3

Diário da Fam Trip Jolidey à Tunísia: Dia 3

A convite da Jolidey, do Grupo Barceló Viajes, um grupo de 22 agentes de viagens e quatro jornalistas portugueses estiveram na Tunísia entre 29 de março e 1 de abril.

No último dia neste país do Norte de África, o grupo viajou até Tunes, a capital da Tunísia, localizada no nordeste da Tunísia sobre o lago de Tunes, que é ligada ao Golfo de Tunes no mar Mediterrâneo por um canal que termina no porto de La Goulette/ Halq al Wadi.

A norte da capital encontramos Cartago, a primeira paragem do dia, e cidade que desde 1979 que é classificada como Património Mundial pela UNESCO. Com o fim do império Cartaginense, no século I a.C. César e Augusto refundam a cidade como colónia romana e esta volta a ganhar prosperidade, ao ponto de se tornar a quarta maior cidade do Império Romano, com cerca de meio milhão de habitantes. Nessa altura, chegou a ser a verdadeira capital da África romana e da África cristã.

Aqui visitamos as Termas de Antonino de Cartago, que foram um dos principais banhos romanos e as maiores termas construídas em solo africano. A localização era privilegiada, mesmo sobre a costa tunisina, e hoje estas ruínas são tudo o que resta de um grande império de outros tempos. Hoje são os terceiros maiores banhos públicos do mundo cujas ruínas estiveram soterradas até às escavações de 1945. No seu auge, as termas contaram com 11 arcadas que atingiam uma altura superior a 29 metros.

[RoyalSlider Error] Incorrect RoyalSlider ID or problem with query.

 

De Cartago o grupo viaja até Sidi Bou Said ou, como nos explicou o guia tunisino Mohammed, “o povo branco e azul”, uma vila na costa nordeste da Tunísia, a cerca de 20 Km do centro de Tunes. Esta é uma vila muito pitoresca, com as suas casas tradicionais azuis e brancas e magníficas vistas sobre o Mediterrâneo. A vila tem o nome de um santo muçulmano que ali viveu nos séculos XII e XII – Abu Saïd Khalaf ibn Yahya el-Tamimi el-Béji, mais conhecido como Sidi Bou Said – cuja sepultura se encontra no centro desta vila mas que ficou em ruínas depois de um incêndio em 2013.

Sidi Bou Said é conhecida como um lugar de artistas e foram muitos os que aqui viveram, como por exemplo, Paul Klee, Henri Gustave Jossot, August Macke ou Louis Moillet. Também o filósofo Michel Foucault ali morou durante alguns anos, enquanto era professor na Universidade de Tunes.

Aqui pudemos aproveitar para fazer algumas compras nas muitas tendas e lojas ao longo das ruas inclinadas, mas prepare-se para regatear.

Mas, infelizmente, a viagem chegou ao fim, e o grupo teve de despedir-se da Tunísia e rumar ao aeroporto internacional de Tunes  para embarcar no voo da Tunisair TU318 com destino a Lisboa. “Besslema”, ou “adeus” em árabe!

[RoyalSlider Error] Incorrect RoyalSlider ID or problem with query.

 

Leia também Diário da Fam Trip Jolidey à Tunísia: Dia 1 e Diário da Fam Trip Jolidey à Tunísia: Dia 2.

 

Sabia que?

  • Nesta altura do ano é a mesma hora que em Portugal Continental.
  • Apesar do idioma oficial ser o Árabe, o tunisino é poliglota e, sobretudo, fala muito bem Francês.
  • O clima é mediterrânico, com um verão quente e seco, um inverno moderado durante o dia e, por vezes, fresco à noite.
  • A moeda oficial é o dinar tunisino (1 € = 2,42 TND, a 7/3/2017); Pode levar Euros que muitos estabelecimentos aceitam Euros, ou trocá-los no hotel.
Inês Gromicho e Pedro Chenrim, na Tunísia, a convite da Jolidey.