Grupo Air France-KLM dá mais um passo na otimização da frota de longo-curso

Grupo Air France-KLM dá mais um passo na otimização da frota de longo-curso

Categoria Business, Transportes

A Air France e a KLM estão a otimizar as respetivas frotas de longo-curso. De acordo com as companhias, esta otimização passa por “trocar as encomendas firmes remanescentes de Boeing 787 e Airbus A350, o que permitirá obter ganhos de eficiência através da harmonização e crescimento de frotas com aviões semelhantes”, lê-se no comunicado.

A implementação desta permuta significa que, ao longo do período entre 2021 e 2023, os seis restantes Boeing 787 encomendados pela Air France serão transferidos para a KLM, enquanto que os sete Airbus A350-900 encomendados pela KLM serão transferidos para a Air France.

Assim, a Air France, que opera atualmente nove Boeing 787-9 e vai receber um avião adicional em maio de 2020, fica com uma frota de dez Boeing 787-9 no próximo ano. Além disso, a companha francesa recebe o seu primeiro Airbus A350-900 em setembro de 2019. Existem ainda encomendas firmes para mais 20 aviões, a que serão acrescentados os 7 A350-900 inicialmente destinados à KLM, totalizando 28 aeronaves. Hoje, a KLM opera treze aviões Boeing 787-9 e acabou de receber o seu primeiro Boeing 787-10 no dia 30 junho. Esta frota vai aumentar para um total de 21 Boeings 787 até o final de 2020, a que serão adicionadas os seis Boeing 787 inicialmente destinados à Air France – para um total final de 27 aeronaves.

Em simultâneo, estão ainda em estudo todas as opções quanto ao desenvolvimento da frota da Air France no grupo Air France-KLM, em coordenação com todas as partes interessadas (stakeholders). Para Benjamin Smith, presidente e CEO da Air France-KLM, “este é o primeiro passo para harmonizar e simplificar a frota do Grupo Air France-KLM, dentro de suas duas principais companhias aéreas”.