IATA: Resposta dos Governos à variante Delta trava procura no tráfego doméstico em agosto

IATA: Resposta dos Governos à variante Delta trava procura no tráfego doméstico em agosto

A IATA anunciou hoje que a recuperação das viagens aéreas desacelerou em agosto, quando comparado com julho, já que as medidas dos Governos como resposta às preocupações face à variante Delta da Covid-19 reduziram profundamente a procura a nível doméstico.

A procura total de viagens aéreas em agosto de 2021 (RPK’s) diminuiu 56% face a agosto de 2019. Isto representou um abrandamento face a julho, quando a procura estava 53% abaixo dos níveis de julho de há dois anos.

Estes resultados foram totalmente conduzidos pelos mercados domésticos, que estiveram 32,2% abaixo de agosto de 2019, uma forte quebra relativamente a julho de 2021, quando o tráfego estava inferior em 16,1% face há dois anos atrás. O pior impacto foi sentido na China, enquanto a Índia e a Rússia foram os únicos grandes mercados que mostraram uma melhoria face a julho.

A procura de passageiros internacionais em agosto esteve 68,8% abaixo de agosto de 2019, uma melhoria quando comparada com a quebra de 73,1% de julho. Todas as regiões mostraram uma evolução positiva, o que a IATA atribui a níveis de vacinação elevados e a menos restrições às viagens internacionais.

As companhias aéreas europeias tiveram uma diminuição de 55,9% no tráfego internacional relativamente a agosto de 2019, melhorando significativamente o decréscimo de 63,2% de julho. A capacidade caiu 45% e o load factor 17,7 pontos percentuais para 71,5%.