Opinião: “Tecnologia, Inovação e Talento para reconstruir a Indústria Hoteleira e o Turismo”

Opinião: “Tecnologia, Inovação e Talento para reconstruir a Indústria Hoteleira e o Turismo”

Categoria Advisor, Opinião

Por Mano Soler, diretor de Operações e Serviços Estudantis da Les Roches Marbella

Já passou um ano desde que a crise sanitária criou um grande impacto nas nossas vidas. Um ano de profundas mudanças que transformaram radicalmente o cenário em que empresas e instituições de ensino se encontravam. Prova desta realidade é que a pandemia mostrou-nos a necessidade de acelerar a digitalização e, consequentemente, precisaremos de profissionais cada vez mais experientes em tecnologia para gerir esta transformação. A digitalização já era uma tendência dominante da indústria em 2019 e continuará a ser um fator chave nos próximos anos.

Experienciámos a transformação digital nas próprias salas de aula, onde a digitalização abriu novas fórmulas para a aprendizagem. Um exemplo disto é o “Connect”, um programa académico baseado na experiência “phygital” que desenvolvemos para garantir o equilíbrio entre a formação online e offline. No processo, implementámos na nossa instituição de ensino, ferramentas associadas à inteligência artificial (IA) ou ao Big Data que complementam naturalmente a experiência phygital. Na Les Roches Marbella estamos cientes de que o futuro depende de uma formação de qualidade, que deve inevitavelmente adaptar-se às novas necessidades que a indústria do turismo exige, setor que é especialmente sensível às mudanças. É por isso que estamos comprometidos com uma formação em gestão hoteleira que contemple a integração sustentável na experiência face to face transformadora que sempre nos distinguiu com soluções de aprendizagem digital e novas tecnologias no nosso currículo: campus inteligentes, estágios virtuais, soluções baseadas na estrutura de jogo (gamification) e um grande laboratório de ideias. O SPARK Innovation Sphere da Les Roches, lançado recentemente, reúne esta integração sob o mesmo teto. SPARK é uma iniciativa para o qual o campus de Marbella está a convergir com o objetivo de se tornar um ambiente ainda mais dinâmico de experiências inovadoras, onde os alunos são expostos a novas tendências e têm a oportunidade de mergulhar na tecnologia à medida que progridem na sua carreira. Neste projeto alunos, especialistas, líderes e empresas interagem num ambiente alternativo de aprendizagem capaz de garantir uma formação que vá além da realidade da hotelaria, mas que também permita que os alunos se tornem inovadores ativos. Esta filosofia inovadora foi desde sempre uma caraterística da Les Roches porque sabemos que o nosso papel como educadores é formar líderes preparados para impulsionar o crescimento em momentos que, como o atual, são marcados pela instabilidade.

Os próximos modelos de turismo vão exigir profissionais altamente qualificados. Para estar na vanguarda da recuperação, muitas empresas estão a reavaliar as necessidades de formação dos seus colaboradores. Não tenho dúvida, de que nos próximos anos a procura por talentos se intensificará, principalmente em áreas-chave como segurança, e-commerce, Big Data e Marketing. Os perfis mais requisitados vão estar vinculados a um líder resiliente, capaz de administrar a incerteza e lidar com o medo, a frustração e as emoções derivadas de situações de crise. Esta nova realidade vai exigir perfis mais híbridos e complexos. Profissionais com conhecimento técnico específico em áreas como análise de dados, otimização de mecanismos de pesquisa e algoritmos de reserva vão marcar esta nova era. Além disso, haverá também procura por profissionais que sejam capazes de fornecer uma visão estratégica e abordagem global para situações de incerteza, bem como para responder às necessidades que surgem numa emergência. De facto, posso afirmar que combinar inovações tecnológicas e capital humano com atendimento ao cliente será o que marcará a diferença na indústria turística do futuro.

Não devemos esquecer que as pessoas são o verdadeiro motor da mudança. São o recurso onde reside a capacidade de adaptação, transformação e inovação, e é precisamente por isso que os colaboradores serão não só protagonistas da implementação de estratégias no terreno nas empresas de hotelaria, mas também quem as cria e melhora. Este momento da história vai ser recordado como emblemático para as futuras gerações nos setores da hotelaria e do turismo e, a melhor forma de lembrar a história é participando ativamente dela. Está nas nossas mãos liderar a recuperação desta indústria que mais do que nunca, necessita de profissionais qualificados e preparados para o desafio.