Turismo Industrial: “Temos aqui uma oportunidade de ouro”

Turismo Industrial: “Temos aqui uma oportunidade de ouro”

Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, participou ontem, dia 25 de fevereiro, no encerramento do 3º Webinar Turismo Industrial em Portugal”, promovido pelo Turismo Centro de Portugal, e não hesitou em afirmar que “temos aqui uma oportunidade de ouro”. O responsável começou por recordar que “um destino turístico só é sustentável, e neste caso Portugal, se tiver turismo o ano inteiro, ao longo de todo o território e com capacidade de sinergias com outras áreas, como neste caso, a indústria”. E lembrou que os tempos que temos vivido “provam que no turista, os novos mercados, a nova maneira de viajar, procura novas experiências, novos interesses. E isto é algo que temos de saber trabalhar”.

Para Luís Araújo, a coordenação é essencial para o sucesso deste tipo de produto, coordenação não só dentro do setor turístico mas também com o exterior (neste caso com a indústria). “E esta coordenação é o primeiro passo para o sucesso”, garante.

Já o segundo passo, diz estar relacionado com as sinergias que se conseguem desta coordenação. E aponta três exemplos. Por um lado, a sinergia daquilo que o turismo e a indústria estão a fazer, em termos de sustentabilidade, e que é “essencial para o progresso deste produto, para a internacionalização e para, também aqui, Portugal ser um líder nesta colaboração entre turismo e indústria”. Um segundo exemplo é o facto de o digital ser “o nosso melhor amigos nos dias que correm”, não apenas do ponto de vista da comunicação mas também da estruturação do produto, esclarece o presidente do Turismo de Portugal, assim como a nível de eficiência das empresas do turismo e da indústria. Por fim, Luís Araújo aponta as pessoas, não só na componente da formação e da qualificação dos recursos humanos, mas na interligação. “A indústria pode e deve também apostar nos soft skills. A indústria pode e deve contribuir para esta formação das pessoas em óticas diferentes e originais. São ganhos para a indústria e são ganhos adicionais para o turismo”, frisa.

Guia das Boas Práticas do Turismo Industrial
Teresa Ferreira, em representação do Turismo de Portugal, anunciou durante o webinar que o organismo já tem disponível, no seu portal, o Guia de Boas Práticas do Turismo Industrial. O objetivo é apoiar na implementação de serviços de qualidade comuns a todos os serviços abrangidos pelo Turismo Industrial. Bem como fomentar a valorização das atividades económicas nacionais diferenciadoras e a salvaguarda do património industrial através das experiências. Por fim, o guia pretende contribuir para uma gestão eficiente de cada prestador de serviços de turismo industrial.

A responsável sublinha que se trata de “um documento orientador, com um conjunto de recomendações em relação à informação que deve ser disponibilizada” neste segmento.

Inês Gromicho