WTTC: mais de seis milhões de empregos ameaçados na UE

WTTC: mais de seis milhões de empregos ameaçados na UE

Categoria Advisor, Internacional

Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC (World Travel & Tourism Council), apelou às autoridades da União Europeia e ao Governo do Reino Unido para implementarem flexibilidade em torno de reembolsos ao consumidor para aliviar a pressão insuportável sobre o setor do turismo.

Segundo algumas pesquisas efetuadas pelo WTTC, 75 milhões de postos de trabalho no turismo estão em risco globalmente devido à pandemia da Covid-19, com pelo menos 6,4 milhões de perdas na UE, e um milhão no Reino Unido.

A WTTC, que representa o setor privado do turismo, informa que esta medida importante terá um efeito profundo no sentido de reduzir a situação prejudicial que a maioria dos operadores turísticos e agentes de viagem, online e offline, estão a enfrentar devido ao impacto desta pandemia.

A WTTC está pois a pedir flexibilidade excecional em torno das exigências da Diretiva das Viagens Organizadas, que não são adequadas às circunstâncias de crise atuais, e devem ser suspensas pelo menos até agosto. A proteção ao consumidor não será afetada, mas os agentes de viagens e os operadores turísticos terão mais tempo para reembolsar os clientes que escolham cancelar as reservas existentes. O atual prazo de 14 dias para reembolsos está a pressionar as empresas do setor so turismo e levará a falências.

Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC, afirma que “esta medida deve ser implementada imediatamente e ajudar a aliviar a já esmagadora pressão financeira sobre as organizações de turismo e a salvar milhões de vidas que dependem delas”.