Volta Nacional: “Casas particulares já têm mais de metade das camas dos hotéis”

Volta Nacional: “Casas particulares já têm mais de metade das camas dos hotéis”

Expresso
“Casas particulares já têm mais de metade das camas dos hotéis”
Estão a multiplicar-se como cogumelos, um pouco por todo o país – e, no limite, qualquer habitação pode funcionar como local de hospedagem. A procura de casas e apartamentos de particulares para fazer férias, em alternativa aos hotéis, está a subir em flecha em Portugal, que já é um destino best-seller em grandes portais internacionais de reservas como Airbnb, HomeAway ou Booking. Neste momento, há cerca de 26.700 alojamentos portugueses inscritos no portal da Airbnb, a maior rede mundial de reservas em casas particulares. O destaque vai para Lisboa, com 10.200 habitações disponíveis para fins turísticos neste portal, ou para o Porto, com 2.600.

“TAP negoceia prazo de 7 anos com a banca”
Ainda antes do desfecho final da venda de 61% da TAP ao consórcio Atlantic Gateway, a administração da companhia e os novos compradores estão a arrancar com uma segunda ronda de negociação da dívida da empresa com a banca. A renegociação pressupõe o alongamento das maturidades da dívida bancária, que em dezembro do ano passado ascendia a 646,7 milhões de euros, dos quais 519,9 milhões com um prazo de pagamento inferior a um ano. A proposta que está em cima da mesa é a de prolongar a maturidade das dívidas por um período de sete anos.
“Lisboa avalia «excesso» de apartamentos na Baixa-Chiado”
É sobretudo em Lisboa onde mais se sente a pressão do rápido crescimento de apartamentos particulares (em muitos casos, prédios inteiros) para arrendar a turistas, em particular nas zonas históricas. Até ao final do ano, a Câmara está a preparar um diagnóstico sobre a avaliação dos impactos do turismo na cidade, onde o alojamento local será contemplado, segundo o vereador do Planeamento e Urbanismo, Manuel Salgado, que reconhecer já haver “uma concentração excessiva” de apartamentos para fins turísticos em determinadas zonas da cidade, como Baixa-Chiado, Belém ou outros bairros históricos.
“Angola: procura de vistos para Portugal dispara”
Os voos entre Luanda e Lisboa e Luanda e Porto, ao voltar a colocar Portugal na vanguarda do destino de milhares de angolanos nesta época do ano, estão a configurar um verdadeiro desafio à crise cambial que, neste momento, fustiga a economia de Angola. Quando se trata de viajar para Lisboa ou para o Porto, os aviões, quer da TAAG ou da TAP, descolam hoje de Luanda diariamente a abarrotar de passageiros. Isso apesar da concorrência da Royal Air Maroc e da Emirates, que escalando em Casablanca e no Dubai, respetivamente e com tarifas mais baratas, também voam para Portugal. 90% dos vistos são turísticos, cifrando-se em dois mil o número de pedidos de vistos para tratamento médico, estudo e residência.
“Montijo quer nova ligação à Vasco da Gama”
O presidente da Câmara do Montijo defende que para adaptar a base do Montijo a aeroporto civil será preciso uma nova ligação da Ponte Vasco da Gama. O Governo quer assinar, antes do fim da legislatura, um memorando com a ANA, a Força Aérea e as autarquias para o novo aeroporto.

 

“Quanto vale o digital para os negócios do turismo?”

O papel do digital no desenvolvimento do turismo português é o tema de destaque da conferência Tourism Innovation Competition, organizada pelo The Lisbon MBA e pelo Turismo de Portugal. O evento, que levará a 18 de setembro vários especialistas nacionais e internacionais à Fundação Calouste Gulbenkian, servirá para debater novas formas de dinamizar o turismo e divulgar os três finalistas do concurso mundial de ideias para descobrir a solução mais inovadora para medir o comportamento dos turistas.
“Madeira traz carros de cesto ao Chiado”
Numa inédita ação de promoção destinada a atrair mais turistas portugueses, a Madeira vai pôr os seus tradicionais carros de cesto a descer as ruas do Chiado, em Lisboa. A iniciativa decorre na segunda quinzena de setembro e terá ainda provas de produtos típicos madeirenses.
“Vila Galé lança 8º hotel no Brasil”
O grupo hoteleiro português anunciou no Brasil a construção de um resort na Praia de Touros, no nordeste, a abrir em setembro de 2017.
“600 milhões de euros «ampliam» marina de Vilamoura”

Económico
“TAP já perdeu 24 mil passageiros desde o início do ano”
Nem os meses de verão foram suficientes para desanuviar o horizonte da TAP. Com sete meses cumpridos desde o início do ano, a transportadora aérea portuguesa continua a perder passageiros. Culpa da instabilidade laboral que marcou o primeiro semestre, mas também da redução da oferta levada a cabo por Fernando Pinto como parte de um plano de corte de custos para garantir a tesouraria da empresa. Entre janeiro e julho, viajaram nos aviões da TAP 6.445 milhões de pessoas, menos 24 mil do que em igual período, o que se traduz num recuo de 0,3% face a igual período do ano passado. Esta evolução poderá comprometer o crescimento previsto para o ano.

 

Diário de Notícias
“Verão: época de maior stress da profissão mais stressante do mundo”
Cada um desses pedacinhos de céu está a ser vigiado em terra por controladores aéreos, que têm por missão garantir que os aviões aí passam em segurança até chegarem ao destino, onde mais uma vez serão guiados pelos controladores para que cheguem à pista sem problemas.
“Fazer hemodiálise e partir de férias”
A diálise em férias é uma das áreas do turismo de saúde em crescimento no nosso país. Para tal contribui a Diaverum, um dos principais prestadores de saúde renal, que, através do seu programa Diálise em Férias, tem levado a cabo uma missão no sentido de capacitar os doentes renais para que possam desfrutar de umas merecidas férias e viajar sem dificuldades, tendo os seus tratamento assegurados no local escolhido para o destino. De acordo com os dados de 2014, mais de cinco mil doentes fizeram parte do programa, sendo Portugal já o segundo maior mercado a nível mundial nesta área, a seguir à Espanha.

 

Jornal i
“Algarve com ocupação a 95%, culpa dos portugueses”
Se o Algarve em agosto servir de balão de medida para a saúde económica do país, Portugal já entrou no caminho da retoma. Os resultados consolidados da taxa de ocupação do “mês quente” do turismo algarvio só estarão fechados no final desta semana mas o presidente da AHETA admite que esse valor rondou os 95% – uma subida de três pontos face ao ano passado. Os turistas estrangeiros deram uma ajuda, sobretudo os do Reino Unido. Mas o verdadeiro boom aconteceu graças aos clientes que vieram de dentro de portas.
“Casas para arrendar. Cuidado com o regime fiscal”
Tem uma casa para arrendar a turistas? Tome em atenção o regime fiscal em que está inserido. O que muda? É simples: se os proprietários arrendarem diretamente o imóvel aos turistas e se as casas estiverem registadas no âmbito do regime de alojamento local, então terão de declarar os rendimentos na categoria B quando apresentarem o IRS deste ano, em 2016.

 

Nota informativa: O ambitur.pt não se responsabiliza pela informação veiculada nos órgãos de comunicação social que engloba na sua Volta Nacional, constituindo o seu conteúdo sempre citação de informações.