Nova direção da ADHP toma posse e reforça preocupações do setor

Tomaram ontem posse, no Hotel Palácio do Governador, em Belém, os novos órgãos sociais da Associação dos Diretores de Hotéis de Portugal (ADHP), depois de terem sido eleitos no passado dia 30 de março no Hotel Palácio do Estoril.

Aos presentes, Raul Ferreira, que assume por mais três anos a direção da associação, voltou a lembrar aquelas que são as prioridades e preocupações da ADHP para os próximos anos. “Somos uma direção jovem, em que todos somos licenciados, não que isso faça diferença, mas faz diferença em termos do que é o novo diretor de hotel ou no que é o diretor de hotel do futuro, e esse tem sido o nosso trabalho e que queremos manter no próximo triénio”, começou por afirmar o responsável, dando conta também de que a equipa que ontem tomou posse é a mesma dos últimos três anos, “renovou apenas um membro”, o que quer dizer, afirma Raul Ferreira, que “é uma direção coesa”.

“É verdade que vivemos os melhores anos na hotelaria, os indicadores não o escondem: as taxas de ocupação cresceram, nos últimos três anos, cerca de 7%, o RevPar, apesar de estar ainda em níveis muito baixos, subiu sete euros em média, mas são números baixos e que nos preocupam enquanto gestores dos hotéis e enquanto diretores”, deu conta Raul Ferreira, acrescentando que estes resultados positivos devem-se ao trabalho das entidades públicas e privadas, mas também aos diretores de hotel porque “sem líderes das equipas não é possível haver resultados desta importância”.

No futuro, realça Raul Ferreira, o desafio passa assim por “perceber o que o diretor de hotel hoje quer”. Para o presidente da ADHP, “o diretor de hotel é hoje uma pessoa muito mais atenta às crises económicas, às diferenças culturais, aos novos canais de distribuição e venda, aos transportes, às novas tipologias de alojamento, que estão aí com muita força e que não vale a pena ir contra elas, às mudanças ambientais e aos novos mercados emergentes”.

Na ocasião, Raul Ferreira voltou ainda a chamar a atenção para a problemática da “desregulamentação da profissão do diretor de hotel” e para a temática da formação. No seu entender, o facto de a formação de níveis 4 e 5 “serem tuteladas por três ministérios traz uma grande confusão ao setor”. “Gostaríamos que o Turismo de Portugal tivesse aí alguma palavra”, afirmou.

Conheça os órgãos sociais da ADHP para o próximo triénio:

Assembleia Geral

Presidente
José Portugal Catalão

1º Secretário
Henrique Pontes Lopes

2º Secretário
Sérgio Renato das Neves Simões

Direção
Presidente
Raúl dos Santos Ribeiro Ferreira
Vice-Presidente
Fernando Miguel Farropas Garrido
Secretária
Ana Cristina Soares Reis Afonso Beatriz
Tesoureiro
Paulo Jorge Ferreira Cabaças Lopes
1º Vogal
José João Jordano Serrano
2º Vogal
António Manuel da Silva e Melo
3º Vogal
Marco Aleixo Pinto Moura da Silva
4º Vogal
Nuno José Rodrigues Rasteiro

Conselho Fiscal

Presidente
Fernando Mateus Dias Carvalho
1º Secretário
Carlos Ferreira da Costa
2º Secretário
Maria da Luz Deslandes Pinto Basto

Raquel Pedrosa Loureiro